Notícias

Organize-se para lidar com o reajuste na mensalidade escolar

| Notícias, Publicações

back-school-marketing1

Para tentar diminuir o impacto do reajuste das mensalidades escolares em 2018, especialistas destacam a organização financeira como elemento decisivo para as famílias. E para ajustar o valor ao bolso dos pais, vale diminuir ou cortar despesas. Porque os custos com educação não devem ser considerados despesas, mas investimentos.

– É um tema delicado, pois, na verdade, é um investimento no futuro dos filhos. Não pode ser tratado de qualquer maneira, do jeito que der. É necessário se programar, fazer as contas com antecedência e cortar gastos, se necessário. Tudo para garantir um estudo de qualidade – sugere o doutor em Educação Financeira e presidente da Dsop Educação Financeira, Reinaldo Domingos.

Como uma das tentativas de encaixar a mensalidade no bolso, ele sugere que se busque negociação com a escola. Muitas vezes, oportunidades são perdidas por falta de uma tentativa.

– É recomendável marcar uma reunião com o diretor, explicar a situação e ajustar o que pode ser feito para viabilizar a permanência do aluno na escola – orienta Domingos.

E um grupo pode ter mais representatividade para se buscar esse diálogo, sendo importante que os pais conversem entre si sobre a situação.

O que as escolas precisam cumprir

Matrículas - O valor da matrícula deve ser descontado da anuidade ou da semestralidade, logo, corresponde a uma parcela.

Reajustes

  • Os valores a pagar devem ser divididos em mensalidades iguais: 12 parcelas (cursos anuais) ou seis parcelas (cursos semestrais).
  • A lei permite a apresentação de planos de pagamento com mais parcelas, desde que não ultrapasse o valor da anuidade ou da semestralidade.
  • Os reajustes somente podem ocorrer uma vez por ano e devem corresponder a gastos previstos para o aprimoramento do projeto didático-pedagógico e despesas com salários e reformas, por exemplo.
  • É obrigação da instituição de ensino esclarecer o consumidor sobre a origem dos reajustes. Caso se atrase o pagamento da mensalidade, a multa não pode ultrapassar 2%.

Inadimplência

  • As instituições de ensino não podem adotar medidas que constranjam o aluno, como suspensão de provas, retenção de documentos, penalidades pedagógicas, entre outros, em caso de inadimplência.
  • O estabelecimento de ensino é obrigado a renovar a matrícula para o período letivo seguinte, salvo se o aluno estiver inadimplente e não tiver negociado seu débito.

 

Contratos

  • O consumidor deve observar, por exemplo, datas para pagamento das mensalidades e as penalidades aplicáveis em caso de atraso.
  • Também deve observar os períodos e as condições para a rescisão do contrato, transferência, trancamento e desistência da vaga.
  • É aconselhável ainda riscar todos os espaços em branco e guardar uma via.

Uniforme – De acordo com a legislação, as instituições de ensino, ao estabelecerem regras para a escolha do uniforme, devem considerar as condições econômicas dos alunos e o também o clima da cidade.

Outras despesas – O pagamento de serviços como cursos livres, viagens, excursões, bem como contribuições para associações de pais e mestres não é obrigatório, motivo pelo qual não devem ser incluídos no valor da anuidade ou semestralidade. Assim, devem ser encaminhados em boleto separado ao da mensalidade escolar, não sendo obrigatório o pagamento pelo aluno, caso não queira usufruir dos serviços.

Como se organizar e negociar

Situação financeira da família

  • É importante que a família faça um diagnóstico financeiro para saber em qual situação se encontram.
  • Se for de endividamento ou inadimplência, é hora de rever todos os gastos para priorizar a continuidade dos filhos na escola.
  • É preciso também traçar um planejamento financeiro para 2018, considerando o valor reajustado da matrícula.

Desejo da criança - É importante sentar e conversar com as crianças e jovens para saber se gostam da escola atual e querem continuar. Uma mudança indesejada para tentar economizar pode comprometer até mesmo o rendimento escolar, já que teriam que se readaptar a um novo ambiente e novas pessoas.

Gastos adicionais - Nesse processo de planejamento para 2018, é importante considerar despesas intrínsecas à rotina escolar, como uniforme, lanche, material, eventuais passeios, transporte, etc.

Diferenciais no ensino - Considere os diferenciais que a escola oferece para a educação de seus filhos. Um exemplo recente é a educação financeira em sala de aula, considerada o melhor caminho um comportamento sustentável em relação às finanças.

Fonte: Reinaldo Domingos/ZH

candidate-01

Comissão Eleitoral lança hotsite das Eleições Fusesc 2018

Clique aqui para acessar o hotsite das Eleições   Nesta sexta-feira, 03 de agosto, a Comissão Eleitoral lança o hotsite das Eleições 2018, que além de disponibilizar o Requerimento de Registro das Chapas, explana todas informações pertinentes a eleição.

+ LEIA MAIS