Notícias

Estimativa de rentabilidades das cotas dos Planos de Benefícios – Fevereiro/2019

| Notícias, Publicações

1111111

 

 

rentabilidade!

 

Destacamos no mês: (i) As aplicações em títulos públicos federais (NTN-b), Notas do Tesouro Nacional, série b, com rendimentos vinculados a uma taxa de juros mais a variação da inflação pelo IPCA, com rendimento médio, no mês, de 0,77% e (ii) as aplicações em títulos públicos federais (NTN-c), Notas do Tesouro Nacional, série c, com rendimentos vinculados a uma taxa de juros mais a variação da inflação pelo IGP-m, com rendimento médio, no mês, de 1,30%%.

Por outro lado, (i) os rendimentos das aplicações em ações, com rendimentos de -1,64% em decorrência da queda de       -1,86% no índice da bolsa de valores de São Paulo (B3) e (ii) as aplicações no segmento de “Estruturados” com rendimentos, no mês, abaixo da taxa básica de juros (SELIC), afetados também pela queda do índice da bolsa de valores de São Paulo.

COMENTÁRIOS SOBRE O COMPORTAMENTO DO MERCADO FINANCEIRO:

Meta da Taxa Básica de juros no Brasil – Selic: O Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil (COPOM), reunido em 05 e 06/02/2019, decidiu manter a meta da taxa básica de juros (SELIC) em 6,50% a.a. A próxima reunião do COPOM ocorrerá em 19 e 20 de março de 2019.

Estimativa de inflação no Brasil para 2019: De acordo com a pesquisa “Focus” realizada pelo Banco Central junto a Economistas e Instituições financeiras na semana de 25/02 a 01/03/2019, a expectativa de especialistas de mercado para a inflação oficial (IPCA) para o ano de 2019 é de 3,90%, o mesmo número da pesquisa de quatro semanas atrás que também era de 3,90%.

Estimativa para o PIB no Brasil no ano de 2019:Para o Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB), a expectativa do mercado, segundo a mesma pesquisa “Focus” é de crescimento de 2,30% em 2019, número abaixo da pesquisa de quatro semanas atrás que era de 2,50%.

Indicadores Financeiros no Brasil: O mês teve 20 dias úteis e com isso a variação da taxa básica de juros da economia (Selic), foi de 0,49%. O IMA-B, índice de referência para as aplicações em títulos públicos lastreados em Notas do Tesouro Nacional, “série b”, NTN-b, teve variação positiva de 0,55%.O IRF-m, índice de referência para as aplicações em títulos públicos pré-fixados teve variação positiva de 0,29%. O Bolsa de Valores de São Paulo (B3)fechou em queda de -1,86%, e o real se desvalorizou 2,37% em relação ao dólar americano.

As diferentes rentabilidades entre os planos de benefícios advêm da composição das aplicações que cada um deles possui em carteira. A partir do dia 20 de março, já estará disponível para consulta a lâmina dos investimentos do seu plano de benefícios em www.fusesc.com.br, menu investimentos/rentabilidade e obtenha as informações de alocação por classe de ativos, rentabilidade acumulada e análise comparativa, cuja publicação ocorre mensalmente.

banner_relatorioanual-04

Consulte o Relatório Anual da Fusesc

Os Relatórios Anuais de Informações das atividades relativas ao exercício de 2018 dos Planos de Benefícios I, Multifuturo I e Multifuturo II estão disponíveis no site da Fusesc. O documento traz informações como as Demonstrações Contábeis e pareceres atuariais, de auditorias e dos Conselhos Fiscal e Deliberativo. Clique aqui e...

+ LEIA MAIS